Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Página Inicial / Notícias
clipe-oficial-hino-jmj-2013
 
 
 


Em vigília, jovens de SP já vivenciam a Jornada

Cerca de 100 jovens de pastorais, movimentos e novas comunidades rezaram juntos

Daniel Gomes – Jornal O São Paulo
25/06/2013

Jovens em vigília, rezam juntos.

Em preparação para a Semana Missionária e à JMJ Rio-2013, em julho, a Arquidiocese de São Paulo realizou na noite do sábado, 22, uma vigília arquidiocesana na Igreja São Gonçalo, no centro, que contou com a participação de cerca de cem jovens de pastorais, movimentos e novas comunidades.

“Hoje vamos fazer essa preparação. É importante preparar os jovens para que possam anunciar a outros jovens a Boa Nova que procuram viver no dia-a- dia”, disse o padre Francisco Martins, pároco na missa que iniciou a vigília.

Além dos tradicionais momentos de louvor, oração e adoração ao Santíssimo Sacramento, os jovens ajoelharam-se nas escadarias e na calçada da igreja para rezar pela paz na JMJ e nas manifestações que a juventude tem organizado no país. 

“A princípio, nesta vigília, íamos pedir pela Jornada, mas adorando Jesus, vamos pedir também pela paz no nosso país”, contou ao O SÃO PAULO Vanuza Velasco, fundadora da Comunidade Anjos da Vida, que levará 40 jovens à JMJ. “Hoje a juventude é muito consciente do seu papel enquanto Igreja, enquanto sociedade, então, a Jornada representa para nós um ardor novo”, complementou.

A unidade das expressões juvenis da Arquidiocese também foi lembrada durante a vigília. Nei Márcio Oliveira de Sá, secretário-executivo do Setor Juventude, leu uma oração do bispo referencial na Arquidiocese, dom Tarcísio Scaramussa, e explicou as motivações da vigília.

“Primeiro, porque estamos em contagem regressiva para a JMJ; segundo, a JMJ precisa da nossa oração; e terceiro, porque um evento tão importante exige da gente um replanejamento, uma animação extra para mobilizar as pessoas, para conhecer a proposta da JMJ, para participar da Semana Missionária e também mobilizar os jovens para irem ao Rio de Janeiro”, disse à reportagem.

Nei pediu ainda empenho das paróquias no envio dos jovens para a Jornada, por ser um momento que faz a diferença na caminhada de fé de quem participa. Um dos pregadores da vigília, padre Paulo Eduardo Santos, pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, na Região Belém, também estimulou que as comunidades se mobilizem para o envio dos jovens à JMJ. “Tem que investir no trabalho da juventude, pois, com o tempo, a paróquia vai envelhecendo, não há renovação e assim não se sai de uma pastoral de conservação para uma pastoral transformadora.”

Jony Magalhães, do Ministério Jovem da Região Lapa, que ajudou na organização da vigília, já vive a expectativa da JMJ Rio-2013. “Estou muito feliz por poder participar da Jornada e vou bem tranquilo, apesar das manifestações. Estou esperançoso de que vai ser um encontro maravilhoso.” 


Veja mais algumas fotos da vigília:

 
 

 

 

 


 
Página Inicial