Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Página Inicial / Notícias
clipe-oficial-hino-jmj-2013
 
 
 


Escolas católicas discutem acolhida da Semana Missionária

Fernando Geronazzo, Região Sé

Dirigentes e representantes de instituições de ensino presentes na Região Episcopal Sé se reuniram na terça-feira, 4, no Colégio Stela Maris, em Pinheiros, zona oeste da capital, para mais um encontro de reflexão e trocas de experiências. Como no encontro anterior, foi dado destaque para a preparação da Semana Missionária, evento que antecede a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que acontecerá em julho de 2013, no Rio de Janeiro.
A reunião também contou com a presença de dom Tarcísio Scaramussa, bispo auxiliar de São Paulo e vigário episcopal para a Região Sé, além de párocos da região, com o objetivo de aproximar o contato entre as escolas e as paróquias, em vista dos eventos relacionados à JMJ.
A reunião tem acontecido seis vezes ao ano e é uma iniciativa de dirigentes das escolas, para pensar sua missão evangelizadora e o processo educativo. Atualmente, estão cadastradas 33 instituições de ensino, entre colégios, escolas e faculdades, presentes na Região Sé. Cerca da metade participa desses encontros.
Para o padre Eduardo Henriques, diretor do Colégio São Luís, a iniciativa é muito boa, pois permite aproximação e o diálogo entre as instituições que desempenham a mesma missão na sociedade. "Quando nos conhecemos mais, temos mais possibilidades de estabelecer redes, que não nascem espontaneamente, precisam ser fomentadas por esse diálogo", disse.
"Os diretores, com muita frequência, estão numa condição de líderes e não podem colocar suas dúvidas e receios. Portanto, essa iniciativa permite a eles encontrar parceiros e aumentar a amizade. Pois é na amizade e na experiência que se faz com o outro que nós relembramos o sentido de nosso trabalho", salientou a doutora em educação Cecília Canalle Fornazieri, que participa dos encontros desde o início.
Quanto à Semana Missionária, além de ceder suas dependências para a hospedagem dos peregrinos acolhidos pelas paróquias, as escolas poderão ajudar no desenvolvimento das atividades organizadas durante os dias do evento. "A JMJ é uma oportunidade pessoal de renovação da fé e também da pastoral na escola", acrescentou a educadora, destacando que o trabalho conjunto entre escolas e paróquias também tem um efeito posterior positivo. "Quanto maior a proximidade entre a paróquia e a escola, mais fácil fica para as atividades, que podem ser desenvolvidas no futuro".
Dom Tarcísio afirmou que "é muito importante ver como as instituições católicas de ensino estão engajadas e comprometidas nesse processo de preparação da JMJ, como Igreja, evangelizando e animando os jovens a participarem da jornada". Ele ressaltou, ainda, que tem sido um grande momento de integração e inserção das escolas na comunhão da pastoral e estreitamento de laços com as paróquias onde estão situadas.
A próxima reunião está marcada para o dia 2 de outubro, das 14h às 17h, no Colégio São Luís (rua Haddock Lobo, 400).
Dom Tarcísio também informou que a maior parte das paróquias da Região Sé já organizou suas comissões paroquiais de preparação para a Semana Missionária. "Muitas paróquias já garantiram a hospedagem para mais de 100 peregrinos cada. Também começaram a aparecer voluntários. Aos poucos, percebemos que está começando a aquecer a animação da Semana Missionária em nossa região", disse.
As paróquias que ainda não informaram os membros de suas comissões precisam encaminhar as informações para a cúria da região o mais breve possível.

 
Página Inicial