Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Página Inicial / Notícias
clipe-oficial-hino-jmj-2013
 
 
 


Primeiros peregrinos chegam à Arquidiocese de São Paulo

Jovens decidiram chegar mais cedo para economizar e conhecer melhor a capital

Edcarlos Bispo de Santana
04/07/2013

Grupo de peregrinos escoceses são os primeiros a chegar

A Semana Missionária já começou na Arquidiocese de São Paulo, ao menos para o Setor Perus, da Região Episcopal Brasilândia, que acolhe 15 peregrinos escoceses da Arquidiocese de Santo André e Edimburgo que chegaram à cidade no sábado, 29 de junho.  

De acordo com o padre Neil Charles Crombie, os jovens decidiram chegar mais cedo por questões de economia e, também, para conhecer outros pontos da cidade e se envolver nas atividades realizadas pela comunidade onde estão.

Padre Neil contou que, ao chegarem, os jovens já participaram de uma festa junina na comunidade. Na manhã do domingo, dia 30, quando a reportagem do O SÃO PAULO chegou à casa onde os jovens ficarão hospedados, alguns haviam ido à celebração na Comunidade Dom Oscar Romero.

O grupo é formado por 12 jovens, um deles é de Malta, um país localizado no Mar Mediterrâneo, ao sul do continente europeu. Há duas mães e o padre Anthony Caruana, responsável pelo grupo.

Pelas informações da Comissão de Organização da Semana Missionária na Arquidiocese de São Paulo, este é o primeiro grupo de peregrinos a chegar à cidade. Todos os peregrinos ficaram muito felizes e se sentiram honrados em saber que foram os primeiros a chegar à cidade.

“Estamos alegres e felizes, nem sabíamos que éramos o primeiro grupo a vir”, destacou o padre Anthony. Padre Neil, que também é escocês, conta que o padre Anthony trabalha na mesma paróquia onde ele trabalhou na Escócia.

Padre Anthony contou que os jovens estão há um ano se preparando para vir para a Jornada Mundial da Juventude. Para ele, este tempo juntos serviu para criar um clima de unidade, o que facilitará o convívio ao longo deste mês que estarão no Brasil.

Apesar do pouco tempo que está na cidade, o padre destacou que a Igreja no Brasil “é vibrante, feliz e alegre” e que na Europa são poucos os jovens que participam da Igreja. Sentir a experiência da participação de jovens na Igreja vai ser uma boa experiência.

Padre Neil disse que os jovens participarão de diversas atividades na comunidade, entre elas, uma reunião que haverá, na próxima semana, entre os padres do setor para falar da Semana Missionária. Para o padre, a presença dos jovens é um motivo para animar ainda mais os padres e as comunidades e fazer perceber que a JMJ já está acontecendo.

 

 

 


 
Página Inicial