Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Página Inicial / Notícias
clipe-oficial-hino-jmj-2013
 
 
 


Voluntários paulistas da JMJ recebem "bênção de envio"

Cardeal rezou pelos jovens que vão trabalhar gratuitamente nas atividades do evento no Rio de Janeiro

Maurício Rebouças
04/07/2013

Voluntários paulistas da JMJ fazem festa nas escadarias da Catedral da Sé. Crédito: Luciney Martins

Cerca de 70 jovens paulistas que vão trabalhar como voluntários na Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no Rio de Janeiro, estão oficialmente abençoados para o trabalho que vão desenvolver por lá. Eles participaram no domingo, dia 7, da chamada “Missa de Envio”, presidida pelo cardeal arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Scherer, na Catedral da Sé, no centro da capital. “Agora, eu envio vocês. A Jornada é uma peregrinação, mas vocês vão vivê-la como missão para que outros vivam como peregrinação”, disse o cardeal ao estender as mãos sobre os jovens na escadaria que dá acesso ao altar da igreja.

As palavras de dom Odilo tiveram endereço certo. O estudante Diego Araújo Costa, 21 anos, tinha vivido o dilema de ser voluntário ou missionário na JMJ. Depois da decisão, ele teve até que convencer os padres da paróquia onde ele atua, na cidade de Poá, na Grande São Paulo. “Como eu nunca participei de nenhuma Jornada, eles gostariam que eu fosse como peregrino, e não como voluntário. Mas eu tive que explicar pra eles que era um chamado de Deus. E quando é chamado de Deus a gente tem que ir sem olhar pra trás".


Entre outras atividades, Diego vai ajudar a formar um cordão humano de isolamento na Vigília do Papa com os jovens na noite do sábado, dia 27. Mesma função escalada para a estudante Mariele do Nascimento Venceslau, 19 anos. Ela diz que a “Missa de Envio” é fundamental para quem vai ser voluntário. "Se é um evento da nossa religião, não tem por que a gente não receber essa bênção pra lá, pra indo principalmente com a graça de Deus”.

Voluntários paulistas da JMJ são abençoados por Dom Odilo Scherer, na Catedral da Sé. Crédito: Luciney Martins

O publicitário André Passos Kirsten, 24 anos, encara como gratidão o voluntariado na JMJ. Ele também vai participar de cordões de isolamento durante a semana e ajudar na distribuição da Eucaristia na Missa do Papa com os jovens, no domingo, dia 28. "Eu participei da Jornada em Madri, em 2011, e a experiência que eu tive com os voluntários lá foi demais. Eu acho que os voluntários fizeram toda a diferença na minha experiência na Jornada. Eu acho que é um momento de entrega. Eu recebi e agora eu quero passar isso pra outras pessoas."

Para a agente de turismo, Maria Angélica Rosa Silva, 28 anos, da Diocese de Santo Amaro, o voluntariado na JMJ é uma forma de viver o Evangelho. “Eu tomei essa iniciativa em questão de exercer aquilo que eu aprendo na Bíblia, que é amar o próximo sem receber nada em troca. E fazer isso de bom coração, como a nossa Igreja manda.”

A JMJ está programada entre os dias 23 e 28 deste mês. Mas a maioria dos voluntários paulistas começa a embarcar para o Rio de Janeiro no domingo, dia 14, e deve permanecer lá até o dia 29.

Ao final da Missa, os jovens cantaram o Hino Oficial da JMJ ao redor de Dom Odilo, na catedral.


Cardeal voluntário


Além de participar da JMJ, Dom Odilo também vai ter funções específicas de evangelização no evento. “Eu vou pra o Rio de Janeiro dia 22. Estarei participando da semana toda e também estarei como bispo catequista, como tantos outros. Terei três manhãs, portanto, de catequese, de celebrações com jovens”.


Veja mais fotos da Benção de Envio


clique aqui e abra a galeria

 

Assista a um trecho da Benção



 
Página Inicial